Além do friozinho característico, o inverno traz uma maior propensão a doenças respiratórias, principalmente por conta do tempo seco. De acordo com o Ministério da Saúde, as regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país são as mais afetadas por essa tendência.

No entanto, adotar medidas de prevenção é importante para todo mundo. Portanto, continue a leitura e saiba como manter as doenças de inverno bem longe!
 

Doenças respiratórias mais comuns no inverno

As doenças respiratórias de inverno são, geralmente, causadas por vírus ou bactérias que, podem ou não, se espalhar facilmente de uma pessoa para outra. Algumas das doenças mais comuns incluem:
 

Resfriado Comum

O resfriado comum é uma das doenças respiratórias virais mais comuns no inverno, mas que pode ocorrer em qualquer momento do ano. Ele é caracterizado por sintomas como espirros, coriza, tosse, dor de garganta e congestão nasal. A maioria das pessoas se recupera do resfriado dentro de uma semana ou duas.

 

Gripe

A gripe também é uma doença viral, mas é mais grave do que o resfriado comum. Ela causa os mesmos sintomas do resfriado, mas também febre alta, dores musculares, dor de cabeça e fadiga. Similarmente ao resfriado comum, as pessoas costumam se recuperar da gripe em até 10 dias.

 

Pneumonia

Entre as doenças respiratórias do inverno, a pneumonia é a infecção pulmonar mais grave e as principais causas são vírus, fungos ou bactérias, mas a última é mais comum. É caracterizada por sintomas como tosse com muco ou sangue, febre alta, calafrios, falta de ar e dor no peito, por exemplo.

 

Asma

A asma é uma doença inflamatória crônica, mas não transmissível, que causa inflamação das vias aéreas. Dessa forma, a pessoa asmática sente dificuldade de respirar, apresenta frequentemente chiado no peito e tosse.

 

9 dicas para prevenir as principais doenças respiratórias de inverno

Felizmente, há medidas preventivas que reduzem as chances de contrair essas doenças. Confira as dicas.
 

1. Lave as mãos com frequência

Lavar as mãos regularmente com água e sabão evita a propagação de germes. Portanto, certifique-se de lavá-las por pelo menos 20 segundos e sempre após tossir, espirrar ou assoar o nariz.

 

2. Evite contato com pessoas doentes

Tente evitar contato próximo com pessoas doentes, principalmente se elas têm sintomas de resfriado ou gripe. Além disso, se você estiver doente, fique em casa para evitar espalhar a doença para outras pessoas. Principalmente no inverno devido à facilidade de transmissão das doenças respiratórias.

 

3. Cubra a boca e o nariz ao tossir ou espirrar

Cubra a boca e o nariz com um lenço de papel quando tossir ou espirrar. Se você não tiver um lenço, cubra com a parte interna do cotovelo.

 

4. Use máscara de proteção

O uso correto (cobrindo nariz e boca) da máscara de proteção é uma forma eficaz de prevenir a propagação de doenças respiratórias, principalmente no inverno.

 

5. Vacine-se

A vacinação é uma das medidas preventivas mais eficazes contra a gripe, por isso, deve ser realizada anualmente por pessoas de todas as idades. Além disso, é preciso ressaltar que elas são seguras e eficazes.

No entanto, é preciso lembrar que a vacinação não é uma garantia de que você não vai contrair a doença, mas reduz significativamente as chances de você ficar doente e diminui a gravidade da doença caso você a contraia.

 

Leia também: 13 perguntas e respostas sobre a vacinação contra a gripe

 

6. Mantenha-se hidratado

O inverno é muito seco, portanto, as vias áreas também ficam ressecadas, aumentando a chance de doenças respiratórias. Beber bastante líquido mantém as mucosas do corpo úmidas, ajudando a prevenir as infecções respiratórias. Se necessário, hidrate as narinas com soro fisiológico.

 

7. Pratique exercícios físicos regularmente

Praticar exercícios físicos regularmente ajuda a fortalecer o sistema imunológico e, portanto, prevenir doenças. Mas evite atividades físicas ao ar livre nos dias muito frios ou secos.

 

Veja: Como começar a correr? Confira 6 dicas de corrida para iniciantes

 

8. Mantenha a casa ventilada

Manter a casa bem ventilada reduz a concentração de germes e bactérias no ar, portanto, abra as janelas pelo menos uma vez ao dia para permitir a circulação de ar fresco.

 

9. Mantenha uma alimentação saudável

Uma alimentação equilibrada mantém o corpo forte e resistente a doenças. Portanto, priorize o consumo de alimentos ricos em vitaminas e minerais, como frutas, legumes e verduras.

 

Confira: O que é bom para comer no frio? 6 dicas de alimentos e refeições

 

Lembre-se: a prevenção é a melhor forma de evitar as doenças respiratórias do inverno.

Ao adotar hábitos saudáveis e cuidados preventivos, você garante uma vida mais saudável e com menos riscos de contrair doenças. Além disso, sempre procure ajuda médica quando necessário, siga as orientações do profissional de saúde e jamais se automedique.

Quer ler conteúdo de qualidade sobre saúde? Acesse nosso blog: Care Plus +.